FC Porto – Organização Ofensiva no clássico

Estando bastante longe de apreciar a organização ofensiva do FC Porto ou de achar que o o modelo de jogo adoptado é o mais indicado, até pelas características e qualidade dos jogadores à disposição, especialmente do meio-campo para a frente , foi interessante a estratégia idealizada por NES para o jogo na Luz no momento…

Sobre o processo de tomada de decisão

O desenvolvimento do futebol tem progressivamente desviado o enfoque do individual em detrimento de uma  maior importância atribuída aos processos colectivos para se alcançar o sucesso. O que distingue os jogadores de top dos restantes não é a força física, a altura, a velocidade, a resistência ou a capacidade de choque. Nem sequer a qualidade técnica…

Bolas paradas – o desvio ao 1º poste

Nestas últimas jornadas assistimos na Liga Portuguesa a 3 golos com imensas semelhanças, todos tendo origem em cantos desviados ao 1º poste. Em todas as situações (Braga- Guimarães; Sporting – Paços de Ferreira e Tondela – Chaves) verificou-se uma incapacidade do último defensor junto ao poste mais distante em ajustar o seu posicionamento face ao movimento de aproximação…

O Rio Ave de Nuno Capucho – parte 2

Já  aqui falamos do Rio Ave de Nuno Capucho após o primeiro jogo da época e daquele que se desenhava como um dos mais interessantes modelos de jogo em Portugal. Com alguns retoques entretanto efectuados no sistema táctico, os vila-condenses corrigiram um início de época algo periclitante e, graças a 1 empate e 3 vitórias consecutivas,…